imaginação e técnica

O que é o butô? Hijikata disse que “o butô é um cadáver que se coloca de pé, arriscando a própria vida”. Para mim, é um mundo para além da técnica. Pensem, por exemplo, na força da imaginação. Não fui eu quem a criou. Desde o começo do mundo até hoje, nossos antepassados que morreram gravaram no espírito, de fora, de fora do cosmos eles esculpiram e, dessa acumulação de milhões de anos, nasceu a força da imaginação. Várias acumulações. E o eu em meio a isso. Daí de dentro eu acho difícil extrair a técnica. Se me perguntarem o que é a técnica, ela está na dificuldade – isso é técnica. Para o senso comum, ela é aquilo que vai tornando as coisas claras à medida que se pensa. Mas quanto mais se pratica, mais nasce a dificuldade e fica-se num beco sem saída – acho que isso é a técnica. Para mim, é impossível escrever sobre os aspectos técnicos de minha dança. Não conseguir escrever é técnica. (Kazuo Ohno)

Anúncios

Sobre patrícia noronha

artista pesquisadora da dança e do teatro, integra o corpo docente do departamento de artes corporais DACO/IA/UNICAMP, integrou por 16 anos o corpo docente do departamento de artes cênicas CAC/ECA/USP, dirige a cia. patrícia noronha PANAPANÁ dança e teatro.
Esse post foi publicado em blog. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s