a idade de um corpo

As penas de histórias várias, asas que levam a um caminho só de ida.

As penas de Naípe com bolo de chocolate, as histórias que contam e que um outro revela. Histórias escondidas e evidentes, é tudo assim: direto e simples.

Difícil jorrar sem concentração, solto…
Fios soltos na noite
Ipês e flôres no rio

Sangue da carne lavrada corre por dentro e chora vermelho.
O desespero de se ver no espelho num filme rápido da pele enrugando pelos anos.

A idade do corpo…
Que idade é essa?
Não é a idade de uma vida,

É a idade de um gole d’água.

eu-criancinha-60_22

Anúncios

Sobre patrícia noronha

artista pesquisadora da dança e do teatro, integra o corpo docente do departamento de artes corporais DACO/IA/UNICAMP, integrou por 16 anos o corpo docente do departamento de artes cênicas CAC/ECA/USP, dirige a cia. patrícia noronha PANAPANÁ dança e teatro.
Esse post foi publicado em blog e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s